A consciência dos silvos

março 1, 2019

A intuição das carrapetas leva bem mais de dez costuras para redimir a mula. Nem basta tampouco que a colmeia masque a penumbra para que a garçonete colete as palmeiras. É preciso sempre garantir a taça e censurar o suor dos suínos. Ao menos aqueles que atentam ao tato e trucidam cátedras, que já se provou promoverem a cãibra do caibro. Um pouco mais de pestilência incide sobre o sarrafo do que gosta de admitir o concerto, então qualquer um que priorize pruridos precisa compartilhar a garoa com as espingardas antes que o fermento se aferre no sono. Daqui pra frente os raios regurgitarão o contrato da birosca sem que os sinônimos atrapalhem ou a massa sequer atine para a necessidade do súbito. É de dar saudades do basalto, e torcer para que a parcimônia cinética dos tamborins ciosos reflita a consciência dos silvos.

Acaba Mundo CCXLIX

março 1, 2019

Hoje é primeiro de março de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Juíza neonazi admite que copiou o trabalhinho do veterano para condenar um ex-presidente, sua única missão, “por excesso de trabalho”; sobrou até um “apartamento” na sentença sobre o sítio. São Paulo quer multar em quinhentos reais quem fumar dorgas na rua; para os maconheiros, é institucionalizar a extorsão, para os craqueiros vai ser um instrumento a mais para abusar daqueles que, se tivessem esse dinheiro, certamente prefeririam cocaína, ou mesmo pagar uma moradia, quem sabe? Morre Arthur da Silva, neto de Lula de sete anos, de meningite. Impediram-no de sepultar o irmão que o criou, e alegou-se até que sua saída atrapalharia o resgate em Brumadinho, imagino que desta vez nem vão se preocupar em dar explicações. Queiroz fala, e diz que recolhia salários do gabinete do Bozokid F para, à Robin Hood talvez, “desconcentrar a remuneração”, como diz, e contratar mais gente, como se isso deixasse de ser uma ilegalidade. Sua filha, assessora do Bozo deputado e treinadora de celebridades no Rio, nunca pisou no Congresso, foi revelado. Bozo admite negociar a reforma, e indica mesmo os pontos de que abre mão. Eram crueldades que muito pouco economizariam, plantadas lá justamente para negociar depois pelo Chicago Boy e sua caterva (o Ciro emprestou um economista); o objetivo declarado segue sendo “retirar um trilhão”, e os defensores garantem que haverá impacto positivo na economia. Capitalismo do Desastre, como chama Naomi Klein em The Shock Doctrine. Assessor do Witzel é preso com quadrilha de policiais especializada em extorsão. Trump abreviou cúpula com Kim porque sua ideia era que o coreano desmantelasse sua infra nuclear a troco de nada, e vai encontrar sua batata assando em casa. Índia e Paquistão, potências nucleares, trocam novas farpas na Cachemirra, e assim vamos. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLVIII

fevereiro 28, 2019

Hoje são vinte e oito de fevereiro e o mundo não acabou. Prefeito e governador de SP se juntam para privatizar as marginais, justo hoje que eu passei uma hora na estrada e duas na marginal Tietê. Se eu fosse multimilionário comprava, e quando eu fosse precisar eu ia fechar só pra mim, e foda-se. Daqui a pouco tem pedágio nas calçadas, que aliás são um capítulo à parte, porque ficam a cargo do moradores e isso resulta às vezes numa sequência de rampas pensadas para o automóvel que possa, de vez em quando, entrar e sair, mas resultam incômodas ao pedestres. O ministro contra o meio ambiente passou o facão nos superintendentes do Ibama, e quer criar um mecanismo para que as multas ambientais sejam perdoadas. É como dizem, os Simpsons previram: vejam a Amazônia, mas seja rápido. Tem a questão do linhão de Tucuruí, que passa em terra dos indígenas Waimiri Atroari, que se opõem à obra; aí o Bozonazi dá uma de Trump e decreta alguma espécie de emergência, ou “segurança nacional”, que tem um eco bem peculiar na lei de segurança nacional da ditadura anterior. Vai ser alguma espécie de rolo compressor, se não for genocídio, já tá bom. Já Moro exonerou um indicada de três dias para um posto em conselho; Illona Szabó desagradou a internet bozonazista com suas posturas antiarmamentistas, e foi demitida pela internet. Incrível como a realidade já se rende à rede, eu me lembro quando era uma curiosidade, coisa de meia dúzia de esquisitos. E eu sendo um grande usuário de internet eu mesmo. Ou como hoje já se supõe que você tenha smartphone e zapzap, pessoas dão verdadeiras broncas; já eu não sei como se acostumam com essas porcarias que não pegam carga um dia. Um dia eu vou precisar me render, como ao livro eletrônico, mas por enquanto eu vou me segurando. Oito meses de Acaba Mundo.

Acaba Mundo CCXLVII

fevereiro 27, 2019

Hoje são vinte e sete de fevereiro e o mundo não acabou. O bicho tá pegando pro Trump no depoimento do Micheal Cohen, tendo ele dito que ameaçou pessoas quinhentas vezes a mando do capo ao longo de dez anos. Aqui se faz rebuliço pelo gincaneiro Zé de Abreu, que se autointitulou presidente; teve até gente que levou super a sério, ficou indignada. Eu só não digo que é uma perda de energia porque as energias não estão indo a nada muito efetivo, então deixa o pessoal brincar. Bozokid C “escalado” para articular reforma da previdência, ele que já não aparece na câmara do Rio há muito tempo mesmo. Começa a ser relembrado que o “grande estadista” Stroessner mantinha um esquema permanente para abusar de crianças. Empresário negro é imobilizado com uma gravata numa agência da Caixa em Salvador e movimento negro realiza um protesto. Brasil hostiliza a China para bajular os godemes e aí a China vai lá e diminui a compra de commodities brasileiras para comprar dos godemes. Processo contra Haddad bem no meio da eleição foi arquivado com pedido de desculpas do promotor. Eu tenho minhas críticas ao PT, mas vou dizer que uma mobilização estatal para perseguir um partido assim eu nunca tinha visto. É assustador. Então vamos brincar de gincana. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLVI

fevereiro 27, 2019

Hoje são vinte e seis de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Chanceler olavista, agora que Trump morre de amores pelo Kim, afirma que a Coreia do Norte não se compara à brutalidade da Venezuela. Seu patrão, no Paraguai, elogia o “estadista” Stroessner, ditador daquele país por quase meio século. Eu me peguei pensando bastante vendo a molecada suja de tinta no trote da Unicamp. Já faz mais tempo que eu passei por aquilo do que eu tinha de idade na época. E se é verdade que se minha trajetória não fosse tão atribulada eu já poderia ser professor, estou satisfeito em fazer as pazes com a academia, mesmo sendo seu futuro tão incerto, e tenho esperança de construir relações humanas positivas depois de me isolar do mundo um pouquinho demais. Eu às vezes preciso me convencer que não fritei meu cérebro de vez e não fiquei imprestável para o convívio humano. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLV

fevereiro 25, 2019

Hoje são vinte e cinco de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Tive minha primeira aula no doutorado e uma puta ansiedade boba na noite anterior. Acho que a Linguística Aplicada me persegue mesmo, e vou ter que acabar discutindo gênero – os fascistas não chegaram a tempo para acabar com essa pouca vergonha. Afinal, é a história de um estupro, seus desdobramentos na cabeça dela, e do autor, né, que revela um certo prazer voyeurístico, e lança mão de imagens hoje questionáveis. Bem, ministro do obscurantismo quer o slogan do Bozo lido nas escolas e as crianças filmadas cantando o hino. Alcolumbre enrolado com ocultação de patrimônio. Prossegue o standoff na Vuvuzela, e o upstart Guaidó mandou avisar que não invadirá a si mesmo. Ufa. Trump reclama de racismo de Spike Lee. Bozokid E tira selfie com Bannon e garante que os brasileiros apoiam o muro. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLIV

fevereiro 25, 2019

Hoje são vinte e quatro de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Milhares praticaram hoje a forma mais brasileira de protesto, o bloquinho de carnaval. Fora as imagens de policiais arrancando os instrumentos de foliões, acho bonito. É uma bela tradição a se preservar, desde que não envolva minha participação. Adorei o “doutor, eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano”. De resto, sem grandes novidades. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLIII

fevereiro 24, 2019

Hoje são vinte e três de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. A vontade de comentar é cada vez menor. O responsável por questões fundiárias me solta que os índios são os maiores latifundiários. Ministro do meio ambiente é pego mentindo mestrado em Yale. Vi um vídeo de tanques na estrada, e dizia que iam para Pacaraima. Se for isso mesmo é meu país em guerra com um vizinho por submissão a uma grande potência, igual à guerra do Paraguai. A grande pergunta que fica é até onde a Rússia e a China vão entrar nessa conversa, de modo que um conflito de grandes proporções não está descartado. A ajuda humanitária brasileira não preenchia uma camionete, a outra tendo furado um pneu. Pois eu vou voltar a cabeça para minhas coisas o máximo que eu puder. E acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLII

fevereiro 23, 2019

Hoje são vinte e dois de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Agora Lula vai ser investigado pela invasão do MTST no triplex que supostamente era dele mesmo e que ele teria organizado já da prisão. O inacreditável Chicago Boy sugere ao IBGE vender seus prédios para pagar o censo, além de fazer menos perguntas. Se não ficou claro ainda que se trata de uma sabotagem contra o país, esta deveria bastar. Deputada bolsonarista vai ao púlpito falar mal dos professores e contra mais recursos para a educação. Bozokid F teve série de cheques assinados por irmã de miliciano, e outro assessor confessou depositar a maior parte do salário para o sumido Queiroz, que devolveria com ganhos segundo ele mesmo. A impressão que dá é de um filme mal montado, em que um monte de coisa acontece mas nunca chega a fazer sentido. É sempre um volume enorme de absurdos a comentar, e é difícil saber quando se gasta energia à toa. Bem, a guerra está batendo à porta, e numa primeira escaramuça aparentemente morreram um bocado de índios, o que diz muito dessa invasão por petróleo (e até um ex-FBI relatou esse objetivo da boca de Trump). Acaba mundo.

Acaba Mundo CCXLI

fevereiro 21, 2019

Hoje são vinte e um de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Reverberam os detalhes da reforma da previdência, a qual somada à crescente informalidade vai criar um exército de idosos desamparados e acentuar a clivagem social. Até o Chuchu voltou do Limbo pra dizer que é desumana. Imprensa doura a pílula, bancos celebram e deputados estipulam seus preços despudoradamente. Seguem surgindo mulheres usadas como laranja do PSL, agora no RS. Brasil anuncia ajuda a Trump na missão “humanitária” à Veneuela, Maduro fecha a fronteira e porta voz da presimência anuncia que vai adiante. Rússia declara que operação de mudança de regime viola carta da ONU, Cuba aponta forças dos godemes se mobilizando no Caribe, e há merda à vista. O exército se declara contra uma intervenção às vezes, mas desmentidos oficiais são apenas isso. Acaba mundo besta.