Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Acaba Mundo CCCLXXVI

novembro 17, 2019
KONICA MINOLTA DIGITAL CAMERA

Hoje são dezessete de novembro de dois mil e dezenove e o Acaba Mundo acabou. Lá se vão mais textos que os dias de um ano, então a proposta inicial foi cumprida. A coluna acaba com Lula solto, Bozo criando partido fascista, óleo no ES e Guedes atrás de taxar seguro-desemprego e gorjetas, além de golpe racista-imperialista na Bolívia. Não quero ficar acompanhando tudo de perto para comentar indefinidamente, até porque é tanta coisa que eu acabo enumerando mais do que comentando. Meu trabalho parece engrenar, com o convite ao veterano John Milton para coorientador e o contrato com a Chiado Books de Portugal para publicar meu Hamlet. E é isso, hidratem-se.

Acaba Mundo CCCLXXV

novembro 5, 2019

Hoje são quatro de novembro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Paulino Guajajara, guardião da terra indígena Arariboia, no Maranhão, foi assassinado por invasores. Governo culpa navio grego por petróleo, mas parece uma cartada sacada da manga. Já vi a hipótese de ser do pré-sal, do cara da federal de Alagoas, e tem gente que garante que viu uma mancha enorme se aproximando da costa numa imagem de satélite. Fizeram uma conta de que o óleo que chegou às praias não caberia num navio. O óleo atingiu Abrolhos, santuário da vida marinha; e já tem general dizendo que o pior está por vir? Que fase desse país. Depois da denúncia da Globo de que o assassino de Marielle pediu acesso à casa 58, sede dos Bozos (fato ademais conhecido desde o ano passado pela polícia), o Bozokid mais suspeito, colega da assassinada na câmara, filmou a si mesmo manuseando o sistema, e logo após o Bozo-mor confessou que subtraiu (ou copiou) as gravações “para que não fossem adulteradas”. Faz-se muita fumaça por isso, o David anunciou o impixa, mas tudo se dissipa, a oposição é tíbia, e parece ser mais o momento de eles endurecerem do que de a sensatez triunfar. Prisão de Dilma, sim, Dilma, sequer investigada, pela PF do Sarraceno, é frustrada por Fachin (mesmo “nosso”); tá desse jeito. E também inventaram uma delação premiada pro Adélio, cujo processo está encerrado; querem prejudicar quem com denúncia de mandante da suposta facada? Guedes entrega pacote que fragiliza mais o Estado e emenda a pérola: pobre é pobre porque não poupa. Em SP, morador de bairro rico vive vinte e três anos a mais do que morador de bairro pobre. Deixa o governo mais um milico, Santa Rosa; parece uma perseguição, e vários outros milicos pediram demissão da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Santa Rosa já perdeu dois cargos no passado por falar contra a reserva Raposa/Serra do Sol e contra a Comissão da Verdade. De ontem pra hoje criou-se uma grande expectativa que algo grande vai surgir contra o Bozo e já estão pulando do barco. Vejamos, coisa boa que não vem. E o que resta do pré-sal vai ser entregue por amendoins e com isenção de imposto. Em meio ao vazamento. Na Bolívia inventaram outro Guaidó, o Camacho, e já deu defeito no helicóptero do Evo. No Peru é revelado esquema de intimidação de testemunhas da lava rato; eu não sei como as pessoas não percebem que fodendo outros países a lava rato não tem como ser brasileira. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCCLXXIV

novembro 1, 2019

Hoje é primeiro de novembro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Desenrola-se a conversa da portaria do vivendas da barra pesada. A perícia, feita após Bozokid C filmar a si mesmo manipulando o computador, levou duas horas e ignorou possibilidade de manipulação para incriminar o porteiro e salvar o presimento. A promotora era bolsonarista, pinta de miliciana, e foi afastada (difícil vai ser o substituto não ser igualmente bozonazi). Sabe-se agora que a mulher do assassino mandou uma foto ao marido mostrando o registro da casa 58, e a polícia já conhecia a prova desde janeiro. O outro Bozokid já tinha insinuado e agora ameaçou textualmente um AI-5; depois pediu desculpas, mas querem cassá-lo (eu duvido); aí o pai volta a falar na ponta da praia. Que quebrada viemos parar. Eu tenho é trabalhado, concluí uma revisão de Lucrécia, e em poucos dias viajo para o sul para apresentar o Hamlet, projeto de muitos anos. Protestos seguem no Chile, Iraque, Argélia, Haiti, Líbano; temo já que sejam insatisfações difusas que não vão dar em muita coisa. Trump enfrenta impixa, mas sobram votos no senado, vai ser um peido de velha. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCCLXXIII

outubro 30, 2019

Hoje são trinta de outubro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Bem, a civil carioca procurou o supremo com uma questão: o nome do presidente apareceu na investigação da morte da Marielle; a Globo teve acesso e meteu no JN. O assassino teria ligado na casa 58 no dia do crime, e a voz do seu Jair, segundo o porteiro, confirmou que sabia onde Élcio ia. Há registros do Jair no congresso. Bozo fez um vídeo ensandecido, quase se entregando, ou aos filhos, lá das arábias e no meio da madrugada; investiu contra Mitzel pelo vazamento, ainda. No dia seguinte não era nada disso, era tudo mentira, e o Sarraceno mandou a PF atrás da testemunha, que em vez de proteção vai ganhar a segurança institucional no lombo. Bozo ainda admitiu que incentivou as queimadas. Bozokid E ameaça: se radicalizar a História se repete; o pai já prometeu repressão aos protestos antes que comecem. E o brasileiro, bovino. Tem os áudios do Queiroz se queixando, e tem um certo “cara lá”, mais protegido que ele, segundo alega, que alegam ser o Adélio, jornalistas mesmo, mas eu não ouvi o áudio completo. Vídeo-aula de tortura no youtube, da corporação Kroton, que compra tudo no Brasil. Fanáticos acamparam frente a hospital que faz aborto legal, constrangendo pacientes. Terra tupinambá na Bahia, em vez de demarcada será entregue a portugueses para resort. Alberto Fernández levou no primeiro turno na Argentina, e no Uruguai o situacionista Daniel Martinez disputa segundo turno com o direitista Lacalle Pou, e vivir sin miedo foi derrotado. Chile segue com protestos e repressão, e Bogotá elegeu a primeira mulher, e lésbica, Cláudia López. Líder da ISIS Bhagdadhi é morto e vira troféu de Trump, que foi vaiado e mandado pra cadeia num jogo de beisebol. Acaba mundo.

Organizar o granizo

outubro 28, 2019

De uma vez por todas, o sucesso das setas não prioriza o presente. Nem o auge da gelatina poderia pagar o pigarro sem que os as constelações latentes viessem a melar os limites e organizar o granizo. Seria bom se a saudade dissesse aos canos que a cantilena das letras alista o leste. Mas como as coisas vão, até o tatu titubeia, e nem apelando à languidez da bisteca se pode completar os palitos. Não costumam ser as tigelas de gelo a incentivar os centavos, então não cabe cabular os lóbulos da astronomia. Não se trata de divulgar as gavetas, nem de provocar os cavalos, mas antes que as esquinas aniquilem os equinócios é preciso diluir os diletos talantes, para que ao menos o mágico mastigue os mastros. Vocês me digam.

Acaba Mundo CCCLXXII

outubro 27, 2019

Hoje são vinte e sete de outubro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Esses dias eu vi alguns concertos do Sesc Jazz: Sun Ra Arkestra em Judiaí, divertido o bastante, o grupo de improvisação de mulheres, infelizmente fraco, e o excelente Art Ensemble of Chicago, veteranaço. Mas o destaque vai para o John Zorn e seu novo Masada; estava com meu grande amigo Pedro, fanático e quem me apresentou Zorn, e combinamos que estava burocrático. Ainda bem que eu vi o Masada original no Cine Joia e Zorn/Frith no Gulbenkian em Lisboa. O Chile tem visto muita repressão, as imagens são chocantes, mas o povo redobrou os protestos e fabricou imagens lindas, com bandeiras mapuche, bailarinas, canas desertores e o colonizador Aguirre derrubado; Piñera tenta dissolver o ministério, mas nada vai adiantar: querem constituição, a atual é da ditadura, e isso tem cara de revolução legítima. Uruguai e Argentina votam hoje; aquele vai decidir sobre proposta de senador da oposição sobre militarizar a segurança, mas eu confio nos vecinos. Na Bolívia, houve quiproquó com o anúncio da quarta vitória de Evo; Bozo não reconhece, e o aymara o chama para perícia. Em viagem, nosso mandotário recusou sushi pra comer miojo em Tóquio e chamou a China de capitalista, enquanto o vice em exercício dá entrevista sem camisa. O petróleo emporcalha a costa e quando a culpa não é do Maduro é do Greenpeace. O acusador virou advogado de defesa e a lava rato pede anulação da sentença dos pedalinhos de Atibaia; é melhor do que ser cancelada e exposta por suas falhas reais, como o copia-e-cola. E o posto Ipiranga foi laureado como melhor ministro de finanças. Acaba mundo.

Words Words Words

outubro 24, 2019

Acaba Mundo CCCLXXI

outubro 20, 2019

Hoje são dezenove de outubro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Prossegue o enrosco de PSL e Bozo, acusado de pedido carona e tentar roubar o carro; agora o bozokid do hambúrguer foi alçado a líder do partido e derrubado em minutos, restabelecido o delegado goiano, que chamou o Bozo de vagabundo, eu “impludo” o presidente e tal e coisa. Joice foi apeada da liderança no congresso, Zambelli e outros ameaçados de punição, e o Silveira (infame pela placa da Marielle) teve pedido de cassação encaminhado ao comitê de ética pelo próprio partido (por gravar reunião), o que é inédito. Fala-se em partido que acolha os Bozos, fala-se em fusão do dezesssete com a Arena, e enquanto isso o PMDB de sempre se torna o maior esteio do bozonazismo, controlando as lideranças. Mais uma polêmica boba da cultura do cancelamento, Freixo tira foto de Miranda com Frota, parece que era uma brincadeira com um boato; Miranda teve que pedir perdão. Outro dia a Campos Mello pediu perdão por dizer, com toda razão, que “eu avisei” não leva a nada. MPF aponta que decretos armamentistas de Bozo favorecem o armamento das milícias. Também o MPF recomendou absolvição de Lula e Dilma em processo estapafúrdio; mas no processo do Frei Chico a acusação recorreu. Weintrolha, em performance grotesca, anuncia o fim de (parte dos) cortes, mas liberar a grana quando nem há tempo de gastar é quase um truque, pois o que não é gasto é supresso no ano seguinte. Bozokid C escreve tuíte em nome do pai com indiretas a Villas-Boas, apaga e pede perdão, confessando a presidência vicária. A renda dos um por cento do topo vale trinta e três a renda da metade de baixo, e a desigualdade nunca foi tão grande desde que é medida. Um pecuarista foi plantado no Incra, no lugar de um general que barrava os absurdos; nunca achei que diria isso, mas volta milico! No NE o povo se expõe a intoxicação para limpar as praias, e o governo nada. Uma das empresas suspeitas pelos tonéis da Shell se chama Super-Eco Tankers Management. Pesquisa por telefone da Veja aponta trevas para vinte e dois. Trump é criticado de todos os lados por sair da Síria assim cold Turkey (entendeu?); cinquenta bombinhas dos godemes ficaram “reféns” da Tuquia. Ele anunciou desistência de sediar o gessete no próprio hotel em pleno processo de impixa. Caliban, o chefe de governo britânico, bate o pé mas perde; seu acordo é rejeitado e ele será forçado a pedir mais prazo. Sublevações de alguma sorte já ocorreram no Equador (paquetazo), Egito (ditadura), Líbano (whatsapp como estopim), Catalunha (separatismo), Chile (aumento do metrô), Hong Kong (agitação e autonomismo), e em Bruzundanga tudo calmo. No México, a puliça (DEA?) tentou prender o filho do Chapo e teve que soltá-lo após ter soldados feitos reféns. Legaliza tudo. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCCLXX

outubro 16, 2019

Hoje são dezesseis de outubro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Ou a tática de intrigas internas foi levada a um novo patamar ou o governo derrete mesmo, e o partido briga com o governo até no congresso. Supremo marca votação para decidir se a constituição é constitucional no que se refere à prisão antecipada, o que vira obviamente o julgamento que pode soltar o Lula. Já propuseram até um projeto para que apenado não possa aparecer em campanha. É um golpe lento, que nunca termina, e o que vejo me parece mais uma reacomodação do que uma superação: cada efeito segue onde está. Que se solte o preso político, se é que soltam, mas retomar alguma normalidade demora. Ontem eu fui à assembleia da Unicamp; foi muito bonito, e pode ser um marco para incrementar os protestos, mas eu sigo me sentindo impotente. Querem fundir Capes e Cnpq, e isso é uma ameaça à pesquisa, inclusive a minha. Ciro fez o que faz melhor, se isolar, descendo o pau em todo mundo com sua arrogância há muito conhecida. E as briguinhas vão prosseguir na internet. Deltan foi exposto como garoto de recados do DoJ, caçando empresas para serem extorquidas; a outra Vaza Rato, sobre a denúncia do sítio sendo usada como arma de RP, é banal. Auditores da Receita denunciam desmantelamento do combate a crimes financeiros; é o estado mafioso, mais ou menos como a Rússia, mas sem as armas hipersônicas. Polícia carioca não poupa esforços para não elucidar crime da Marielle e “perde” imagens (salvaram num pen drive da Kingston, talvez); enfim, que importam também imagens dos executores, que estão presos? São os mandantes que estão sendo claramente protegidos. Praias do nordeste continuam recebendo borra de petróleo e o MPF já acionou o governo por inação; após identificarem barris da Shell, a mídia, que queria culpar Maduro de todo jeito, parou de comentar. Até em naufrágio da segunda guerra já falaram, mas o mais provável é um acidente em transferência em alto mar, talvez de navio “pirata”, ainda que a abertura do país para lixo do primeiro mundo pelas mãos dos milicianos não deva ser esquecida. No Equador, o presidente retirou o paquetazo e o povo parece satisfeito; os indígenas anunciaram um partido. A extrema direita perdeu em Budapeste, enfraquecendo Orbán; na Polônia, perderam o senado. No Japão, dezenas de vidas foram perdidas para o tufão Hagibis, mas nos dias que o precederam uma linda formação rósea tomou os céus. Acaba mundo.

Acaba Mundo CCCLXIX

outubro 12, 2019

Hoje são doze de outubro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. O Bozo deu pra trás sobre sair do partido, mas agora Bozo e partido estão trocando ameaças e pedindo auditorias mútuas; e já apareceu o Mitzel de olho na sigla. Olímpio, poupado de seus malfeitos paraguaios, parte pra cima dos Bozokids. E o governo está concedendo passaporte diplomático ao suspeito de mandante da morte de Marielle, Brazão, e à picareta Joice, que disputa com Datena as bênçãos do presimento para a prefeitura de Gotham. O massacre que o Estado ajudou a promover, por ação ou omissão, nos presídios do Pará reverbera até hoje, com denúncias graves de tortura sistemática pela força-tarefa cujo chefe foi afastado; Sarraceno? endossou, “é porrete ou cenoura”; a OAB e o mecanismo anti-tortura foram proibidos de atuar, e a maior parte da população ainda vai vibrar e dizer que com vagabundo é assim mesmo. Boa nova? Preta Ferreira solta com um agacê. Trump seduziu o miliciano, que até amor declarou usando todo seu inglês, fez o Brasil abrir mão de vantagens na OMC e garfou Alcântara de graça, e não indicou Bruzundanga à OECD, ora vejam. Embraer, empresa que ia assimilar tecnologia sueca de caças até outro dia, foi comprada pela Boeing só pra ser sabotada mesmo: férias coletivas são primeiro passo para fechamento das fábricas em SJC. Lançado cadastro distópico da super vigilância tecnológica; outro dia eu renovei cnh e me colheram todas as digitais, me diz se há necessidade. O que era apenas uma análise, que os neofascistas são contra o Iluminismo, é confirmado pelo chanceleso. EBC censura cinco segundos da efígie de Marielle, com programa cancelado e diretor demitido; e dois paspalhos que quebraram sua placa baixaram numa unidade Pedro II para “fiscalizar”, e foram escorraçados pela moçada. Enquanto em Aparecida o padre fala em “dragão do tradicionalismo”, com vaia ao Bozo, no evento dos fascistas a Damares associa a esquerda ao diabo. Em Niterói, um Darwin Awards com distinção, e captado em vídeo: sujeito tenta se equilibrar num carretel naval, com uma granada no bolso, e resultados previsíveis. Anunciada a conta corrente em dólar, lembram do efeito Orloff? E a brava população equatoriana segue nas ruas, agora o exército tomou seu lado contra a polícia; provavelmente o toque de recolher de Moreno vai ter a mesma eficácia que o estado de exceção. Bozo melou um encontro secundário do BRICS ao convidar o upstart Guaidó, que nenhum dos (verdadeiros) membros engole. E no leste do Ártico, pesquisadores identificam bolhas de metano saindo do gelo permanente, é o pior gás estufa. Acaba mundo, mesmo.