Emenda ao mundo

Já foi dito que o tufo afoito fustiga o engasgo, mas o que se esquece é que a cacimba embebe a abóbada, e eu não me surpreenderia se a derradeira drágea gerisse o gerânio, juro. Nem falo do fole, que esfolou o folículo, tudo que não é quinoa é uma emenda ao mundo. O mínimo meneio é menos que o nome, diz o cacto, concomitante a um tanto de tontos atentos, e o que se pede dos Édipos adiposos é pisar nos pêsames e examinar minúcias. Mesmo que o mascate escute cutículas, que o amargor das gárgulas galope o pélago, ainda assim eu assumo símios, e acalento incólume os lêmures. É o que pertence à porta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s