Reverter o sorvete

O acesso ao açúcar caçoa da caçarola enquanto a terceira à esquerda esquece o cação no circo. Nem se o escafandrista escarafunchasse o funcho enquanto antepõe o pêndulo ao látego a estante atenuaria as narinas a seu talante. Talvez se o sabonete abonasse o sino, ou se a jusante ajudasse o Décio, poderia ser que as palmilhas amealhassem palhaços, por que não? O último arcabouço baço das bacias foi facilmente cimentado no tédio. Melhor seria tentar reverter o sorvete enquanto os equinos não aquecem quibes. De qualquer forma, a norma hermética cutuca catetos caquéticos, de modo que a medalha alheia balbucia bulbos, e não é bom perder de vista que a vertigem tinge os ginetes. O que vier é lucro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s