Inebriar brioches

Tá vendo? Bastou o bastão abastecer sestércios que o quiabo abanou nababos bambos. Tampouco a polca culpou o escalpo do polaco de Acapulco, não senhor. O último timoneiro a maneirar aríetes tirou tarugos do garimpo do pária, sob a bússola da sílaba e à luz do zelo. Se o moscardo coordena as dunas ou se a saliva vela as veleidades dos detentos que importa agora que a garoupa parodia a parada? O mesmo processo sassarica sem assírios, apenas o calcanhar canhestro do trocado caduca há décadas. E quem diria que o diretório dirimir miragens agenciaria o cerume a ponto de tampar piratas ou inebriar brioches! Agora o gari garoa, e catar cotonetes nem contenta a tintura, como se uma parcela do salame se dispusesse a tripudiar do pódio ou contratar trimestres. Nunca se sabe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s