Acaba Mundo CCCLX

Hoje são vinte de setembro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Intercept publica o Plano Barão de Rio Branco, que desmente qualquer boa intenção que o governo diga ter na Amazônia, prevendo infra (incluindo hidrelétrica de Trombetas para bauxita e ponte sobre o Amazonas) para bombar a exploração da floresta, e repetindo a falácia do “deserto” demográfico, ou a mentira da secessão indígena orquestradas por ONGs e “governos hostis”; até o ISA chama de paranoia o pretexto daqueles que sabem direitinho o que é ou deixa de ser. Petroleiros apontam que a segunda lei José Chevron Serra do petróleo, prometida há muito conforme os Snowden Files, e que termina de minar as prerrogativas da Petrobras e com isso o fundo que reverteria para educação e saúde, trará prejuízo de onze trilhões. É uma maldição do petróleo sobre o país, e é uma maldição do petróleo sobre o mundo, que vê hoje uma imensa greve mundial pelo clima (ao menos na Europa e nos EUA), liderada pela brava secundarista sueca Greta Thunberg, enquanto o imperialismo está cada vez mais desesperado para garantir o acesso a combustível fóssil. No Rio, o Robison, um morador “de praia” como diz ele mesmo, esculpiu Lula Livre na areia de Copacabana e agora é ameaçado por prefeitura, polícia e milícia; todo mundo que acha que Lula Livre não importa está com eles. Também no Rio policiais comentam sobre homem saindo da favela de moto portando uma estante de microfone: depois morre e a culpa é do policial; enquanto isso o governo planeja aumento gordo para canas e milicos (há pouco diziam que não tinham nem pro rancho mais, vai entender). Em SP, mais uma tortura privada contra furto famélico: rapaz negro recebeu choques da “segurança” do supermercado após furtar carne; e a sociedade vai tolerando, por mais que a “esquerda” (que é só quem acredita em direitos hoje, pelo visto) se escandalize na internet. Na Amazônia, é prorrogada a GLO contra as chamas desordeiras; eu mesmo não vi nenhuma reportagem sobre o que essas tropas têm de fato feito, quando as forças policiais estavam boicotando o Ibama e os promotores do dia do fogo são conhecidos e nunca molestados (MP anunciou inquérito, mas mais não se ouviu). Ao menos um episódio de milicos controlando acesso a aldeias já foi relatado, e eu imagino que o objetivo é mesmo cercear qualquer entrave ao plano mencionado. Este país não aprende e presta mais atenção à bobagem do que ao relevante; funcionários e assessores do PT no congresso venceram a megasena com um bolão, e lá vai acusação de fraude estapafúrdia vindo até do sinistro Weintrolha, e processo em cima dele, e debates acalorados; a divisão do prêmio dá um apartamento no setor sudoeste pra cada, mas tem gente dizendo que “a riqueza mudou de mãos”. Bozo será constrangido a assinar o diploma e pagar metade do prêmio Camões concedido a Chico Buarque, esse comunista temível, e eu farejo outro incidente diplomático. Por falar nisso, aproxima-se a fala dele na ONU, e ele tratou de arranjar, ou contratar, uma índia que seria do Xingu mas mora em Embu das Artes, pronta a dizer que queimadas são apenas tribos fazendo seu roçado. Será que o Macron vai levar o Raoni e continuar a briga para fugir da própria insignificância global e da rejeição interna, levantando a bola do “status internacional”? E o Trump está cada vez mais na berlinda: o alerta whistleblower era a respeito de sua pressão sobre o presidente ucraniano para achar sujeira do filho do Biden, que tem negócios com gás por lá, visando as eleições; o Mehdi Hassan mandou na lata: basta que os democratas NÃO lancem Biden. Não por isso seu governo está acuado, e manda (mais) tropas pra Arábia Saudita; iniciar uma guerra é truque velho pra garantir a reeleição. Trump também exige que seus prisioneiros de nacionalidade europeia do “estado islâmico” (uma tremenda história mal contada em si) sejam aceitos por seus países ou então ele vai despejá-los em suas fronteiras; justificativa: custariam dinheiro em Guantánamo. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s