Acaba Mundo CCCLII

Hoje são doze de setembro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. O índice de felicidade do brasileiro caiu de sete três pra meia um, em um ano; se o brasileiro se apercebesse a enormidade do que ocorre, seria ainda pior. Ciro não se ajuda, e declara que Lula Livre não é importante; é claro que as acusações de sectarismo só recaem sobre o petê. E na internet os passionalismos em torno das duas figuras recrudesce. Queimadas agora assolam com mais intensidade o Pantanal, teve até redemoinho de fogo, mas a Amazônia ainda queima. Ninguém sabe o que o exército tem feito, ou por que diabos terá vindo gente de Israel pra voltar sem curar nem o jet lag, como passou em Brumadinho; enquanto isso, Evo contratou um avião-tanque, apagou o fogo e proibiu transações de terra que se beneficiariam do desastre. Dilma é destaque da revista L’Humanité, representando Lula, e gira a Europa num lance que devia ter acontecido antes mesmo do golpe, enquanto aqui a dona Bradley Dodge, que tanto ajudou na perseguição ao líder popular, agora deixa o posto dizendo-se preocupada com a democracia. Boa nova: exposição de charges políticas em POA é liberada judicialmente. Deputado estadual capixaba anuncia da tribuna prêmio de dez mil (que merreca) pelo assassinato de um suspeito de assassinato. SP extingue a sujíssima Dersa (que mesmo honesta seguiria construindo infra com grana pública para o lucro das concessionárias) e abre espaço para novos contratos, além de queimar um tanto de arquivo. Já é cotado o substituto do Sarraceno, e nada há a celebrar: Gal. Teophilo, ultraconservador, e viúva da ditadura por certo, seria o primeiro estrelado nos ministérios-chaves, especificamente aquele com poder de realizar perseguições, e que o tem feito com gosto. Bozokid C é o segundo filho investigado do Jair, por qualquer bobagem de rachadinha no gabinete, isso pouco me importa; vamos ver quantas intervenções na PF vão ser necessárias. Atingido o número de assinaturas para a CPI da Lava Rato, vamos acompanhar. Estreia de Marighella é cancelada, como eu e tantos outros já suspeitávamos, mas tá tudo normal. Na Rússia, Putin escancara a perseguição a opositores; na Polônia, copia-se o golpe britânico de suspensão do parlamento; Cuba tem contas suspensas do twitter; e a Califórnia trava batalha contra a Uber para que reconheça motoristas como empregados. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s