Acaba Mundo CCCXXXVIII

Hoje são vinte e nove de agosto de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. O assunto agora é a lei da feiquinius; acho perigoso criminalizar a comunicação, tem que ver quem aplica, se for pra perseguir, uma imprecisão vai servir. Na verdade o ideal é criminalizar o mínimo, e no fim a rede do Bannon podia ser derrubada e punida sem que se referisse à veracidade dos conteúdos, mas o TSE se recusou a dar uma pelota porque “interferiria” nas eleições. Então tá. Nova VazaRato mostra Tanga Frouxa e tchurma planejando vazamentos, nada de monta. Fachin jogou para o pleno a interpretação do “falar por último”, temendo derrota na segunda turma, mas na mesma jogada negou teor do acordo de leniência da Odebrecht à defesa de Lula. Eu nem quero ficar registrando fala de Bozo, mas agora o inimigo é Bolingbroke Doria, e a acusação é a de sempre: petista (por tomar empréstimo ao BNDES). A realidade conta pouco por esses dias. Por falar nisso, este foi um dia de fazer várias coisas na rua, depois de ficar enfurnado uma cara, cara a cara com um computador. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s