Acaba Mundo CCCXXIX

Hoje são vinte de agosto de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. No dia em que se completam quinhentos dias de sequestro judicial de Lula, Haddad é condenado em outro processo fajuto a quatro anos de semiaberto. A mesma denúncia, sobre suposta grana da UTC na campanha de doze a prefeito, deu processo na justiça comum e na eleitoral; tempo atrás o da comum caiu, eu achei que estava encerrado, agora condenaram na eleitoral. O procurador mal tenta disfarçar seu furor anticomunista. Haddad alega ser condenado por crime diferente da própria denúncia. O PT está achando o Sarraceno enfraquecido e arrisca uma CPI da VazaRato, dizem que o centrão topa, vamos ver. O Guedes foi flagrado sendo poupado pela turma do Sarraceno, numa história que nada tem com a Petrobras, aliás. A Receita ameaça interromper o fornecimento de CPF e as restituições de imposto de renda; às vezes esse catastrofismo orçamentário parece alguma estratégia, do contrário o estrago é maior do que eu pensava, e o ano acabou em agosto. Bem a era é nova, ninguém disse que seria melhor, e a caravana nazibananeira vai passando ante cães que mal ladram, desalentados. Ontem houve um ato na São Francisco, Moro Mente, mas ainda assim é tímido, não há a consciência coletiva de que isso deve ser parado, talvez nunca haja, e qualquer superação, a saber quando, será mais algum rearranjo por cima. Enquanto isso, a desigualdade piora há dezessete trimestres, na mais efetiva redistribuição de renda da história, só que às avessas. No Rio, um rapaz surtou e assaltou um ônibus com uma arma de mentira, na ponte Rio-Niterói; foi morto por um sniper, o que pode-se até argumentar se é justificado, o que é inadmissível é ver o balofo governador celebrando a morte como a um gol. Também no Rio, caveirão voador está lançando granada na Cidade de Deus. Bozo ameaça recuar do pimpolho em Washington, temendo derrota, e recorre a imagem patriarcal de uma noiva virgem ficando grávida: “você não desiste?”; mais tarde o pimpolho garantiu que não há recuo. A Globo avança no doisladismo engajado ao emparelhar falas de Bozo e Lula sobre soberania na Amazônia, faltou comparar a prática. Na federal do Ceará foi desrespeitada uma vitória esmagadora para nomear reitor/interventor. Deputados democratas na gringa cobram explicação ao DoJ sobre ilegalidades da LavaRato. Na Itália, após Salvini tirar sua Lega da coalizão para forçar nova eleição e capitalizar sua popularidade, o primeiro ministro Conte deixa o posto denunciando o tiranete. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s