Acaba Mundo CCCXXII

Hoje são treze de agosto de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Hoje foi o dia de protestos contra o desmonte do ensino superior, mas não apenas, e eu fui lá ao Largo do Rosário, onde o povo foi surpreendido pelo frio mas agitou seus estandartes contra a ventania de agosto com muito brio. O pessoal da pós ainda foi celebrar o aniversário da crush, mas o sequela aqui não conseguiu achar o bar; sempre me sabotando. No Rio, um delegado rastreou seu celular perdido até uma favela e fez uma operação com quinze meganhas, e suas indefectíveis metrancas, para recuperá-lo. No Maranhão, a polícia realizou uma reintegração de posse e Dino é o mais novo alvo de linchamento amigo. Tal foi o Freixo no caso da entrevista, o qual agora é linchado do lado de lá por fotos no Copacabana Palace; a esposa dele foi maravilhosa: eu paguei e levei meu marido, dá licença? Frota foi expulso do PSL; pra mim essa rusga é simulada, falsa oposição ocupa espaço da oposição, e um bocado das desavenças pretéritas também deve ter sido. O mais irônico é que o petê passa a ter a maior bancada. Na Itália, o fascista no berço do fascismo, Salvini, quer dissolver o parlamento (novas eleições, não fechamento do legislativo, calma) e escantear de vez o primeiro ministro, que eu já tinha até me esquecido que se chama Conte. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s