Acaba Mundo CCCXVIII

Hoje são nove de agosto de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Bozo ameaçou jornalistas de prisão enquanto incentivava a mortandade policial. Fez uma brincadeira escatológica que nem vem ao caso, e fez pouco do preso político para constranger o Sarraceno, que virou seu brinquedo (outro dia foi a “piada” sobre troca-troca). Boulos, que teve fala proibida em IF, falou do lado de fora. Comissão do senado vai focar o acordo secreto de Itaipu, do qual a imprensa poupa o Bozo, enquanto afloram encontros entre as famílias presidenciais anunciadas em rede social. Inventaram um membro do PCC falando mal do Moro e alegando “diálogo cabuloso” com o PT; o PSDB tem o governo de SP há tempos imemoriais e um acordo de conhecimento geral com o 1533. Alguém diz ao Moro pra parar que tá feio. A nova vaza rato mostra os moleques destilando veneno contra a Bradley Dodge, inclusive quando ela tirou-lhes o doce bilionário. Enfim, isso virou paisagem há muito. É verdade que uma nova pesquisa mostra um ligeiro derretimento da lava rato, mas o Brasil é o país do fato consumado, e pela própria extensão a lava rato é irreversível. A mudança de regime já houve, o dano econômico já houve, e o fim do submarino atômico. Agora é saber como lidar com o regime, ou ampliar a clareza sobre ele, o que está difícil. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s