Acaba Mundo CCCIII

Hoje são vinte e cinco de julho de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Tirei uns dias desintoxicando de notícia, e volto para descobrir que Moro achou seu “coelhinho”: quatro pangarés foram presos no interior de SP como sendo os perigosos hackers. O líder deles é bozonazista, filiado ao PFL, e se faz passar por petista desde que reativou o twitter (após o início da VazaRato), cujas mensagens são identificadas como partindo de Brasília, e não de sua Araraquara. O grupo teria tido acesso a mil telefones, até do Bozo, e fala-se com grande estardalhaço em “segurança nacional”, mas as declarações reais da PF são bem mais cautelosas. Moro agora é vítima, parte, investigador e juiz do próprio processo, e anuncia a destruição das provas, o que é competência do judiciário. Para além desse espetáculo, reunião contra Bozo é invadida por policiais rodoviários em Manaus, e agente da Abin é nomeada sob sigilo na reitoria da UFMT. Eu devia ter ficado em Canoa Quebrada. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s