Acaba Mundo CCCI

Hoje são dezessete de julho de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Future-se é o nome do programa que visa a garantir um futuro distópico (se já não o é o presente). Basicamente eles vão transformar os institutos de humanas em supermercados e lanchonetes fast food, ao incentivar cessões de patrimônio e parcerias “desinteressadas” com capital privado para que os departamentos “viáveis” sobrevivam e “compitam” por “mérito”, num sistema que atrelado à formação da associação de docentes fascistas dá pra imaginar como acaba. Ah, sim, poderão ser “vendidos” nomes de estruturas; será que é caro? Vou mandar nomear uma Fora Bozo. As universidades recentes e periféricas, maior feito do PT, sofrerão mais ainda. Na UFMT a luz foi cortada (e Weintrolha ainda quer punir a reitoria), e na Unila edital direcionado ao público trans foi cancelado por intervenção imperial. A educação básica além de minada será facultativa, para que fanáticos possam ensinar anti-ciência. Talvez eu devesse usar um subjuntivo, porque é preciso resistir antes de aceitar o fato consumado. Raquel “Bradley” Dodge passa o proverbial pano para a Lava Rato, mas se trai: termina a nota falando da validade das decisões, admitindo que é exatamente disso que se trata, de nulidade processual. De repente alguém na internet aponta, mas até agora sem maior confirmação, que a decisão do Toeffee no caso Bozokid é de efeito geral e susta todas investigações em que o Coaf aja sem chancela do judiciário, e portanto poria um freio à perseguição, nunca negada, de Glenn pelo Sarraceno. Vejamos. O que é sério é a justiça em movimento, tudo é reinterpretado a toda hora. Governo quer dinamitar conselhos como os de advocacia e psicologia, e por algum motivo isso é iniciativa da pasta de Economia. Libera-se FGTS para injetar liquidez, e esvazia-se o financiamento público da retomada, que talvez nem se queira mesmo; já o demitido sem justa causa perde o direito, vai explicar. Bozonazi faz bravata sobre o esfaqueador, mas não recorre da sentença; um assessor contou que o visitou no hospital e ele celebrava: “a eleição está ganha, não precisa fazer mais nada”. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s