Acaba Mundo CCLXXIII

Hoje são dezenove de junho de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Moro foi ao senado hoje. Em suas tergiversações reafirmava a grandeza da Lava Rato e quando tentava responder se contradizia, sustentando ao mesmo tempo que os diálogos podem ser falsificações e que são corriqueiros, que houve invasão e que não houve, que não se lembra (afinal o conteúdo era banal, não?), que há um hacker ainda controlando seu aparelho (que é uma conversa estranha), que trocava muito de aparelho (como se os dados não estivessem na rede Telegram e os aparelhos não fossem funcionais), e por aí vai. Ele aproveitava a vez dos senadores amigos pra fazer média e falou até em apreensão de cocaína. Poucos o apertaram quanto aos conteúdos e ele se fez sempre de sonso. Meu medo é que saia fortalecido. Bozokid F invocou teorias de internet e pediu lei de segurança nacional contra Glen; acho que ninguém seria burro, o mundo inteiro ia se envolver. Enquanto isso o Bozo é visto fazendo flexão de pescoço de novo. Ele só é ruim em três tipos de flexão, nominal, verbal e de braço. Vi um trecho do Ratinho em que ele defende golpe militar ao lado de um ministro da justiça sorridente e na frente de um cenário kitsch colorido. Mais uma cena da distopia tropical. Um dia mais de nazibananismo. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s