Composto de pêssegos

A esta altura todos sabem que a alegoria esgarça e o dicionário é composto de pêssegos. E ninguém liga pro torcicolo do cubo desde que a epifania perdeu as sandálias. Logo logo eles empastelam a esperteza do vaso uma vez mais e não vai faltar fanfarra a fiscalizar a garoa como se disso dependesse a manteiga do secretário. Então não custa dissecar o sabre da esquina onírica, nem que seja para se distanciar do sumiço, o que hoje em dia nem as corujas estão bem certas; pode ser que o cura escute e traga o balde. As teorias se alimentam mal e a paciência já não pode mais manter o preço do universo. Daqui pra frente, ainda que o ouro se ourice, que os campanários tussam em uníssono, por mais que a lagoa alugue o prólogo, tudo será exatamente intraduzível, como um pescoço de século.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s