Acaba Mundo CCXXXIX

Hoje são dezenove de fevereiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. Circulam as conversas entre Bozo e Bebiano, e a única coisa digna de nota é o servilismo do demissionário ante os generais. Suíça manda documentos de Paulo Preto, o operador tucano ora preso que mantinha um bunker de cem milhões de notas que tomavam banho de sol para não mofar, que incluem repasse ao PCC; a própria imprensa aponta provável “engano”, que curioso que o engano envolva o consórcio criminoso (PCC, não PSDB), e não a associação de padeiros de Jacarta ou algo assim. Congresso vota projeto que anula o decreto de Mourão sobre sigilo, na primeira derrota do governo; um palpiteiro de twitter – sabe como é, não abandonei – vê manobra de Maia, será pra vender mais caro a previdência? Criminalização de caixa 2 sai do pacote do Moro, para quem a prática no passado era abominável. Se perdoou o Oxiúro pode perdoar a todos. A questão é mais ampla, é dinheiro privado influenciando a política, ou seja, tráfico de influência, e as campanhas são apenas um episódio dessa história; pode mudar a regra quantas vezes for. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s