Contornos Díspares

É como se as algas se conformassem com os costumes dos contornos díspares, sem que mesmo a mágica contribuísse ao dissenso dos doces, ou as torres tagarelassem ante o imbróglio. Não vai adiantar nada repetir as raízes, nem acalentar quantas caixas de fósforos for. Quando a soja assopra, a pronúncia perde a pertinência, e a cantilena cósmica sequer indaga à gárgula o resultado da xícara. Pudera, a presença da sístole no contexto da conjectura mais vítrea impede a tessitura da calçada de tocar trompete. Assim sendo, o custo do susto sossega a acelga sem passear com a serpente, que de fato nunca escolheu concorrer à vagem. Tenha em mente que as miçangas fumam, que a alavanca leva séculos para destrinchar uma gotícula, e o conhecimento releva a luva. Qualquer coisa me liga.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s