Locomotivas torpes

Loco18-thumb-600x469-16298Os mais sutis conglomerados de intermitências, em conluio com a contumaz facécia dos silvos sépticos, acaba de escarrar locomotivas torpes, na localidade abstrata dos últimos sustenidos suspeitos de tropeçar nos cumes da gangrena oculta. E nem adianta processar a presilha, já que a suave comoção das placas de trânsito prenuncia a germinação precoce do último boteco aberto a uma hora dessas. Melhor duvidar das libélulas quando as arapongas mastigam chiclete sob centelhas céticas. Evita o feixe de fístulas antes que o salgueiro ponha em xeque a centopeia assimétrica, pois os juros sabem a cebola, e nem precisam apaziguar a amônia quanto à sensatez do claustro. Até um cadeado de bicicleta seria capaz de ferver um átomo, o problema é que no oco da consciência há sempre um vestígio das vagas, lá onde se esconde o rufo das feras. Nem as migalhas podem esclarecer todas as estrelas do céu da boca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s