Acaba Mundo CCXII

Hoje são vinte e dois de janeiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. A maré de merda segue subindo pra cima dos Bozonazis e o jogo vai ficando interessante. É difícil ver alguma forma de normalidade institucional no horizonte, mas é fácil ver o mito fazer água em pouquíssimo tempo, e pior que isso, surgem agora conexões entre os Bozonazis e o assassinato de Marielle. Flávio já propôs comendas a um miliciano, empregou-lhe mãe e esposa, e ele agora é um dos principais suspeitos, membro do tal escritório do crime, que atua lá onde Queiroz se escondeu. Claro que brasileiro gosta mais de ouvir falar em corrupção do que em assassinato político, mas a verdade é que agora todo mundo quer um pedaço do Bozokid, que se sai com desculpas cada vez mais estapafúrdias. Em especial a Globo, que viu seus planos golpistas desviarem-se do rumo e sente-se ameaçada pelo Macedo. Mas o presidente vai tirar de letra essa, vai dar show em Davos, porque ele é um mito. Falou seis minutos. Cancelou compromissos, evitou a imprensa e foi visto almoçando num bandejão, sozinho. Um nobel de economia disse que Bozo dava medo e o Brasil merece mais. Moro ainda soltou a cartada das instituições funcionando. Os veículos que ainda querem sustentar a farsa terão muito trabalho. Tem gente apostando na queda em pouco tempo. Eu nem acho o Mourão um bom prospecto nem acho que uma deposição seria rápida e indolor, a menos que ele jogasse a toalha. Acho que ainda vem um bocado de circo pela frente. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s