Acaba Mundo CCIII

Hoje são treze de janeiro de dois mil e dezenove e o mundo não acabou. As coisas estão pegando fogo na Venezuela. Reeleito em pleito dúbio, Maduro encara outra tentativa de deposição através do presidente do congresso Juan Gualdó, que se declarou presidente e testa os militares, tendo já recebido tapinhas do Almagro da OEA e da camarilha de Lima. Dessa corda aí eu não fico de nenhum lado. E há relatos de presença militar dos godemes no Panamá. Vira guerra essa porra, depois escala pra conflito global. É bom que acaba o mundo mesmo. Pegaram o Battisti na Bolívia, e o Brasil quer tê-lo como troféu antes de extraditá-lo para a Itália. Os brasileiros tão zelosos com a lei que o querem esquartejado são os mesmos que acham os “excessos” da nossa ditadura, quer dizer “movimento”, não podem ser julgados. Terra indígena Uruwê Wau Wau invadida por grileiros em Rondônia, e mais um tanto de notícias de ataques a indígenas. Ministro da educação quer perfil ideológico dos reitores, e militar escolhendo material didático. Parece ao menos que a lua de mel com a imprensa expirou, e os grandes veículos passam a cobrar o Bozo, ainda que seja apenas pelo despreparo. Deputada estadual do Rio, ex-chefe da civil, Martha Rocha (PDT) sofre atentado a fuzil, motorista é baleado. Governador-juiz-fascista Woodrow Wilson manda encerrar mostra na casa Brasil-França e previne performance com ditadura por tema. Porque ela está de volta. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s