Acaba Mundo CLXXV

Hoje são dezesseis de dezembro de dois mil de dezoito e o mundo não acabou. Ontem os protestos dos gilets-jaunes fecharam o metrô e eu precisei caminhar de volta e conhecer uma parte de Toulouse – no time Toulouse! – que não precisava. Na verdade o centro é a velha cidade romana e é onde está tudo que é turístico, tudo mais é uma cidade industrial desinteressante. Hoje eu conheci o fantástico museu arqueológico de Saint Raymond, ou São Raimundo se preferir, com uma riqueza de itens e informação do período galo-romano. Descobri que a França precisava importar todo o vinho e que o império romano decadente concedeu Toulouse – no time Toulouse! – como capital dos visigodos. E, com atraso no voo de uma hora, eis que me encontro em Londres, ou quase, e amanhã se tudo der certo tem um Café Oto no programa. Meu país terá mais ministros milicos do que em sessenta e quatro. E isso foi eleito. Imagina neste momento a alma das pessoas que arriscaram e perderam mesmo a vida para tentar livrar a dita pátria de um regime de força. Ainda bem que alma não existe. Vamos embora. E ninguém fale essa porra de francês perto de mim por um ano pelo menos. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s