Acaba Mundo CLVIII

maple

Hoje são vinte e nove de novembro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. O Porto tem muita gaivota e muita obra de restauração, como não podia ser diferente. Mas tem cada casario azulejado com varanda de ferro forjado  lindo. Fui ao museu de arte contemporânea, havia a exposição do fotógrafo Robert Mapplethorpe, que certamente teria problemas no Brasil, e do escultor Anish Kapoor, e os jardins, em tempo outonal, eram algo magnífico. Também hoje criei coragem e comprei haxixe. Não foi o melhor negócio, mas certamente não fui enganado, e está difícil escrever, se considerarmos duas garrafas de Douro em cima. Não foi o Feliciano nomeado ao ministério da cidadania (como se soubessem o que é), foi Osmar Trevas. Não chega a melhorar. Daqui a pouco é perpétua por um baseado. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s