Acaba Mundo CXLIX

zumbi-dos-palmares

Hoje são vinte de novembro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. É dia da consciência negra, mas o escola sem partido persegue livro paradidático sobre tradições africanas como uma ameaça terrível. O racismo é um traço decisivo de nossa sociedade e eu mesmo faço o mea culpa por não incluí-lo mais amiúde nos esboços de análise da sociedade. E mea culpa é o que nós brancos privilegiados podemos começar fazendo. Quem cresceu numa sociedade racista, a menos que tenha tido a sorte de ser conscientizado desde novo, foi treinado a ser racista, e mesmo quem não escreve os absurdos que têm sido escritos, mesmo quem não prega ódio é atravessado pelo racismo, e devemos manter vigilância sobre os arco-reflexos, sobre as lógicas cristalizadas na sociedade que passam por simples lógica, não racismo. Enquanto isso, aguardamos serem confirmados a delegada fascista Érika Marena, que matou o Cancellier, reitor da UFSC, como chefe da PF fascista e o procurador fascista Deltan “Powerpoint” Dallagnol como chefe da PGR fascista. Um aparato persecutório de eficiência comprovada, pronto para a criminalização do comunismo. E aí não vai adiantar dizer que eles não dominam os conceitos, que são burros. Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s