Acaba Mundo CXLV

plane-globe-secured-courier

Hoje são dezesseis de novembro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. Gente, o novo chanceler disse que a Europa é um vazio cultural e que a esquerda tenta impedir o nascimento do menino Jizuis. Sei lá até que ponto é louco ou perigoso, ou ambos. Lula tem passado por novos interrogatórios em outro processo esdrúxulo, o do sítio. Ao menos é bom ver Lula em imagens. Do bate boca com a juíza substituta nada sei nada comento. Mas acho que na situação dele devia chutar mesmo o balde. E Moro foi exonerado para perseguir sua trajetória de führerzinho de meia pataca, agora como superministro. Tudo isso tão alheio a minha influência que só me resta o escapismo, mental ou físico. Falta muito pouco para concluir a primeira etapa da tradução de Lucrécia, falta muito pouco para apresentar a peça do Middleton (e eu refiz a apresentação para privilegiar a sacanagem), e falta pouco enfim para usar essa prerrogativa de classe privilegiada para bom uso e sair fora dessa terra ensandecida um pouco. Aí depois o mundo pode acabar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s