Acaba Mundo CXXXVI

unicamp

Hoje são sete de novembro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. O implacável inquisidor de Curitiba diz que admira o pulha do Lorenzoni, e quanto à confissão de caixa 2, prática que igualou a trapaça eleitoral quando era do seu inimigo, singelamente observou que o pobrezinho já pediu desculpas. Moro na coletiva falou sobre o PT sem ser perguntado, o que lhe revela bastante da cabeça. Sinal estranhíssimo vindo do TSE: diplomar o saco de bosta antes de sua cirurgia. Precisam garantir que o cavalo de Troia entre, é isso? Está mesmo morrendo de câncer? Outro dia eu vi uma matéria, de algum veículo grande, dizendo que no vídeo da TV o médico dizia sim “câncer de intestino”, mas de brincadeira. Não sei nem como se publica isso. Vamos ter que bater continência pro Mourão, ao que tudo indica. Nas eleições americanas os democratas avançaram na casa baixa, e houve grandes vitórias para as mulheres, gays, latinos e negros, aparentemente. O que a gente quer saber é se vão Dilmar o Trump. Ia ser mais um espetáculo. Fui convocado pra entrevista na Unicamp, semana que vem, e na seguinte será o evento shakespeareano, também lá no IEL. Vamos ver até que ponto eu queimei meu filme criticando uma tradução de um deles, ou acusando-os de sabotar meu trabalho, que cazzo que eu fiz! Mas tá feito. Talvez eu fique exagerando isso em minha cabeça. Eu não nasci pra ser popular, eu acho. Mas às vezes parece que viro persona non grata por onde passo. Devo ser uma pessoa abominável. Que importa. Acaba mundo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s