Acaba Mundo CXXXIV

egito1

Hoje são cinco de novembro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. Bolsonaro foi ao Congresso e deixou a imprensa de fora. O evento, veja só, festejava a Constituição. Enquanto os filhos do Bozonazi são vistos com camiseta da IDF e do Mossad, o Egito cancelou a visita do “chanceler” Nunes. Há muita conversa sobre se Moro moderaria o novo presidente. É só um capítulo do “a Constituição vai detê-lo” que já não deteve Hitler. Acho Moro ainda mais perigoso, que se não é inteligente ao menos não é uma toupeira como o Bozo, que é mais uma figura sendo usada por uma retaguarda poderosa. Moro, experiente em perseguir inimigos, está com faca, queijo e goiabada nas mãos, e virtualmente eleito em vinte e dois, se tiver. No mais estou tentando me afastar de toda a espuma opinativa e focar na minha tradução, que espero acabar antes que acabe o mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s