Recuperar o rosbife

rosbife-com-batatas-e-cebolas

Agora é recuperar o rosbife. Resolver as cancelas do particípio antes que o caramujo triplique o poço. A geladeira é enganosa, encampa o palavreado todas as noites. Pois bem, que todos emprestem os crânios e balbuciem a bruma, confia-se nos comboios. Ninguém disse que era mágica, foi a frentista que costeou a catequese. Já é hora de ruminar a glosa, girar cambalhotas se preciso, mas rebitar enfim o vento. Do contrário, como conduzir as dezenas às dúzias? Sem que o infenso ferva? Olha, pergunta pro pinheiro, se o aço se humilha atrás de um pintassilgo, se o ódio é perpendicular ao cabide. Faz um favor à formiga e tira a tinta da cadeira de dentista, antes que seja tarde. Se todos combinarmos quem lava louça ou atiça sátiros, pode ser que a praça vença, que o combustível apascente os laivos cáusticos da entropia. Mas até lá vale o fígado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s