Acaba Mundo CXXIX

aquifero

Hoje são trinta e um de outubro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. Tanta coisa por aqui que nem comentei que houve um horrível ato terrorista antissemita nos EUA, uma matança dentro de uma sinagoga. Espero que não se torne uma tendência. Trump está sendo criticado por arranjar um rabino fajuto para a homenagem e usar a filha, casada com um judeu, como escudo. Moro já é o superministro fascista da “justiça”. O astronauta dos feijõezinhos aceita o convite dos criacionistas e chega à pasta da ciência prometendo combater inimigos internos e externos. A prometida fusão de Agricultura e Meio Ambiente já suscita protestos até entre ruralistas. Fraga, um facínora da bancada da bala, está causando furor porque foi condenado por propina e nomeado pro governo. Propina no caso dele é o de menos. Policiais à paisana invadiram uma assembleia de professores para exaltar Pinochet. Malta põe o rolo compressor a favor da lei de “terrorismo” e do “escola sem partido”. Enquanto isso, prossegue a gincana macabra, agora a moda é rir dos eleitores arrependidos do fascista. O ser humano já eliminou sessenta por cento da vida animal no planeta, e o que vem adiante não vai ser bonito. Azar do Brasil de ter jazidas de água, já são mais importantes que as de petróleo, mas os godemes não se importam de ficar com ambos. Quatro meses de Acaba mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s