Acaba Mundo CIX

bouloshaddad

Hoje são dezesseis de outubro de dois mil e dezoito e o mundo não acabou. Mais uma vez sentindo a opressão que vem de longe, só está mais frequente e mais opressiva. Em Campinas, jovens foram presos fazendo campanha e ouviram ainda que “a ditadura militar voltou”. Mais uma trans morta, a facadas, em ataque bolsonarista no centro de São Paulo. Performance gay de artista argentino cancelada: “não temos como garantir sua integridade física”. Ex-líder da Ku Kux Klan, David Duke elogia Bolsonaro, que desconversa. Seu candidato em Minas, no entanto, quer segregar os alunos. Bolso escreveu a neonazis no passado, e a tal bandeira do “Quequistão”, país imaginário dos supremacistas brancos, figura em seus atos. Como se não bastassem discursos e atitudes seus e de seus seguidores para provar que se trata de um nazista. E um tanto de negro está com ele, inclusive o que matou Mestre Moa, outro negro, na Bahia. Grande grita por declarações de Cid Gomes contra o PT, mal quero comentar. Fora Boulos e o PSol em seu nanismo, que foram claros desde o início, isso aí que chamam de esquerda, incluindo até mesmo o PT, que bancou a poliana por tempo demais, faz um papel ridículo. Mas nem mesmo o melhor desempenho, a máxima união, resolveria contra a máquina de guerra híbrida. É uma campanha de mentiras como foi a do Trump; e colou, mesmo a gente tendo tempo para se preparar. É uma impotência desesperadora. Acaba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s