Os pedestres

Faixa-de-pedestre-RJ-PB-610x215

Os pedestres atravessavam pela faixa de Möbius, enquanto os liquidificadores aguardavam na linha desbotada do horizonte. Iniciativa da entropia, protocolada nos cartórios da desesperança, firma embevecida em molho de mostarda. De um canto ao outro tudo que se via era uma aresta das representações sobrenaturais, um desmanche de qualquer classificação imanente. Ao que eu saiba ao menos os marceneiros estão tranquilos. As dobradiças perseguem trombetas, refestelam-se na sincronia monumental do que nunca foi dito. Bastavam algum minutos, quem sabe mesmo aquela pausa para um café implícito, que dependia dos movimentos da bolsa da moça. Pés, asas e turbinas, para viagem, e uma mensagem na garrafa de guaraná. Qual é a data de aniversário do Universo? Se até o deslize deslizou no piso liso da permeabilidade propagativa, nada se diga da datilógrafa que sucumbe ao rádio. Quem nunca lambeu o sétimo selo? Conversa, meu avô já está partindo e eu preciso embarcar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s