Torturando Timon

timon

TIMON Lucílio, meu bom criado, há anos conto com teus bons préstimos…

LUCÍLIO Não faço empréstimo nenhum.

TIMON Como, Lucílio?

LUCÍLIO Todo mundo já sabe que o senhor está quebrado.

TIMON Lucílio, mais respeito, eu estou numa dificuldade momentânea apenas…

LUCÍLIO Tá bom, seu Timon, acredite no que quiser, seu Flávio tentou avisar o senhor, e eu estava mesmo esperando o dia em que sua gastança ia levá-lo à ruína.

TIMON Mas Lucílio, você recebeu meu dinheiro de bom grado, não? Contou com minha ajuda junto ao pai da moça, até um “dote” você recebeu. É assim que me trata?

LUCÍLIO Assim como foi falta de bom senso sua gastar, seria falta de bom senso minha recusar.

TIMON Seu impertinente. Depois falamos disso, eu tenho um trabalho para você.

LUCÍLIO Eu me demito.

TIMON Como?!

LUCÍLIO Com os dois dotes eu posso começar algo meu.

TIMON E sua lealdade, onde fica?

LUCÍLIO Na minha bolsa.

TIMON Pois então eu procuro o pai dela e invento todo tipo de vileza sobre você.

LUCÍLIO Depois de consumado o casamento, que pode ele fazer?

TIMON Então eu procuro a ela.

LUCÍLIO Qual é esse trabalho, afinal? É o último, por consideração ao senhor.

TIMON Ufff. Você vai até a casa do senhor Ventídio…

LUCÍLIO Ih…

TIMON Diga a ele que alguns compromissos afetaram minha liquidez…

LUCÍLIO Isso todo mundo já sabe.

TIMON Peça a ele o obséquio de me conceder, por um mês apenas, a soma de quinhentos dracmas…

LUCÍLIO Seu Timon, com todo respeito. De todas as encrencas em que o senhor poderia me meter, esta é a mais desagradável. Seu crédito na cidade virou fumaça, patrão. Digo, ex-patrão.

TIMON Mas eu o salvei da prisão, e por dívida. Ele vai me ver afundar agora que ficou rico, e eu pobre?

LUCÍLIO É o que eu digo.

TIMON Besteira, vá. Ventídio é um homem honesto. Se bem que eu já disse isso sobre você, pequeno traidor.

LUCÍLIO Mais respeito, o senhor quer que eu realize a última tarefa ou não?

TIMON Sim, eu quero, Lucílio. Você é minha última esperança. Ele é. Vocês são. Vá.

***

VENTÍDIO Ora, meu bom Lucílio!

LUCÍLIO Bom dia ao senhor Ventídio.

VENTÍDIO A que devo esta honra?

LUCÍLIO Meu senhor, Timon, pediu que enviasse suas considerações.

VENTÍDIO Fico muito honrado, diga a ele que assim que não estiver muito atarefado, faço-lhe uma visita sem falta. Como vai a esposa?

LUCÍLIO Vai bem, senhor, obrigado.

VENTÍDIO Então ótimo, eu preciso, perdoe a franqueza, prosseguir…

LUCÍLIO Meu patrão mandou também dizer…

VENTÍDIO Sim.

LUCÍLIO Que compromissos afetaram sua liquidez.

VENTÍDIO Diga a ele que é uma lástima e me parte o coração.

LUCÍLIO Ele me pediu que requisitasse ao senhor conceder-lhe, só por um mês, a quantia…

VENTÍDIO Eu não posso de forma alguma no momento. Diga a ele investi em um navio que parte para Trípoli e infelizmente não será possível. Em ocasião oportuna, emprestaria certamente.

LUCÍLIO Ele salvou o senhor da prisão.

VENTÍDIO Meu bom Lucílio, preciso agora, não se ofenda, retomar minhas…

LUCÍLIO O senhor não quer que todos saibam que envenenou o pai pela herança, quer?

VENTÍDIO Ora, seu…

LUCÍLIO Quinhentos dracmas.

VENTÍDIO Aguarde um instante.

LUCÍLIO Agora eu pego minha esposa bonita e embarco hoje ainda pra Sicília. Esses dois que se entendam como quiserem.

***

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s